Informação prática e dicas para visitar Sevilha.

Compartir

Antes de viajar, é normal que queiramos planejar um pouco como serão esses dias, o que gostaríamos de fazer, como podemos aproveitar o nosso tempo e uma série de outras questões. Neste post darei algumas recomendações se você está planejando uma visita à minha cidade, Sevilha. Espero que sejam úteis para você. Deixo também links de interesse.

visitar,sevilha

As perguntas que vou responder nas seguintes linhas sao:

  • Como chegar do aeroporto ao centro da cidade?
  • Como chegar da estação de trem ao centro da cidade?
  • Como se mover pela cidade?
  • Qual é a melhor época para visitar Sevilha?
  • Sevilha é uma cidade segura?
  • O que visitar em Sevilha?
  • O que comer em Sevilha?
  • O que comprar em Sevilha?
  • Que excursões de ida e volta durante o dia posso fazer desde Sevilha?

Em primeiro lugar, Sevilha é uma cidade maravilhosa, é a quarta maior cidade da Espanha, actualmente com cerca de 700.000 habitantes. Foi uma das maiores cidades do mundo durante os séculos XVI e XVII, também uma das mais ricas e essa riqueza pode ser vista nos seus principais monumentos como a Catedral, o Alcázar ou qualquer um de seus palácios e igrejas no centro histórico. As pessoas são simpáticas, o tempo costuma ser bom e o turista costuma curtir muito a cidade e costuma voltar muito feliz para casa depois de conhecer Sevilha . Você vai adorar a cidade. Abaixo, desenvolvo as questões que diz anteriormente.

Consejos, recomendaciones, visitar, sevilla

Como chegar do aeroporto ao centro da cidade?


O aeroporto está localizado a leste, a poucos quilômetros da cidade e de lá você tem dois transportes públicos: ônibus urbano e táxi, além de aluguel de carros ou Cabify e Uber, você pode encontrar os dois.

Você encontrará o ônibus do aeroporto para o centro da cidade ao sair do terminal para a rua, verá a parada à sua esquerda (o aeroporto não é grande, então não se preocupe). Há uma única linha de ônibus para a cidade, a linha EA (linha especial do aeroporto) e sua última parada é a estação de ônibus Plaza de Armas (é uma das duas estações de ônibus de Sevilha. O aeroporto pára em ambas). O preço do bilhete hoje (maio de 2021) é de € 4 por pessoa em cada sentido. Se vai fazer uma viagem de ida e volta no mesmo dia pode comprar um bilhete de ida e volta, custa 6 euros mas lembre-se que só é válido se for usar os dois no mesmo dia. Ao longo do percurso existem várias paragens, como junto à principal estação ferroviária Santa Justa; no bairro de Nervión (onde está localizado o estádio de futebol Sevilla FC e existem vários hotéis nessa área); no Prado de San Sebastián (há outra estação de ônibus em Sevilha); Torre del Oro e Plaza de Armas (última parada). A última parada onde termina a viagem é também a primeira na rota de Sevilha-aeroporto. O serviço opera todos os dias do ano, das 5:20 à 1:15 (destino Sevilha) e das 4:30 às 12:30 (destino aeroporto). Para mais informações clique aqui: informações sobre ônibus do aeroporto.

O táxi tem taxa fixa, de dia ou de noite, feriado e fim de semana, o seu preço varia. A título de orientação, direi que o preço varia entre 22 € e 32 € para ir do aeroporto à cidade ou vice-versa. De qualquer forma, você pode clicar neste link para mais informações: informações sobre táxis.

Como chegar da estação de trem ao centro da cidade?


A estação ferroviária de Sevilha chama-se Santa Justa. Depois, há uma pequena estação chamada San Bernardo, mas apenas os trens urbanos ou alguns trens de meia distância param ali. A maioria dos trens, incluindo os trens de alta velocidade (AVE) chegam e partem de Santa Justa. A estação fica a leste do centro histórico, bem perto dele, você pode até ir a pé se não tiver muita bagagem. Também fica muito perto do bairro de Nervión que mencionei antes, na verdade está localizado entre o centro e Nervión. Ao sair da estação há um ponto de táxi, ponto de ônibus que vai para o aeroporto e, um pouco mais adiante, ponto de algumas linhas de ônibus urbanos.

Como se mover pela cidade?


Sevilha possui um centro histórico bastante grande, na verdade é um dos maiores do mundo, mas pode ser explorado a pé. Os ônibus urbanos podem ser úteis se você quiser ir a um bairro fora do centro, mas para visitar os pontos turísticos recomendo caminhar. Em qualquer caso, o preço atual é de 1,40 € por viagem. Você também pode comprar um cartão recarregável nas tabacarias e carregá-lo com o crédito que desejar, assim sairia muito mais barato a cada viagem, chegando a cerca de metade do preço normal. Deixo para vocês o link dos ônibus públicos, a empresa se chama TUSSAM. Outra opção é a bicicleta, são muitos quilómetros de ciclovias e existem bicicletas públicas para alugar, com “parking” espalhados por toda a cidade onde pode encontrar ou onde pode estacionar. Eles são chamados de SEVICI ou também várias empresas de motocicletas elétricas, como Acciona ou Yego.

Qual é a melhor época para visitar Sevilha?


Sem dúvida, a época mais bonita para visitar a cidade é na primavera. Sevilha é a cidade do mundo com maior número de laranjeiras nas suas ruas, chegando a 40.000 árvores. A época de floração das laranjeiras é no início da primavera, depende do ano, mas normalmente coincide ao longo do mês de março. Você pode imaginar como a cidade cheira com 40.000  laranjeiras coalhadas de flores? Se você puder vir nessa epoca, é o encontro perfeito.

Sevilha tem um clima muito bom. Os dias chuvosos ocorrem geralmente durante a primavera e o outono. O inverno não é muito frio. Normalmente, as temperaturas mais baixas no inverno raramente caem abaixo de 5 graus, é raro chegar a 0 graus. O normal durante o inverno é estarmos entre 5 e 15 graus.

Lembre-se de que o verão é bastante quente. Entre junho e setembro, podemos facilmente atingir 40 graus. Isso torna as ruas mais vazias, nos fins de semana muitos sevilhanos vão às praias mais próximas e os horários centrais do dia não são os mais indicados para passear ao sol, portanto, de todas as estações do ano, o verão é o menos recomendado.

Antes comentei que a época mais bonita é a primavera. Lembre-se também que durante a primavera acontecem as principais festas da cidade. As duas principais são a Semana Santa e a Feira de Abril. Esta última é normalmente celebrada duas semanas após a Semana Santa, coincidindo quase sempre no mês de abril, daí o seu nome.

Consejos,recomendaciones, visitar, sevilla

Sevilha é uma cidade segura?


A resposta é sim. Obviamente, sempre nos pode acontecer alguma coisa em qualquer cidade que visitemos, também na nossa, mas em geral Sevilha é uma cidade bastante segura, também à noite. Existem algumas áreas que não são muito recomendáveis ​​mas ficam na periferia, longe do centro histórico. Sempre carregue seus pertences pessoais sob controle, principalmente carteiras e documentos, mas você pode caminhar silenciosamente pela cidade e usar os diferentes transportes públicos com calma.

O que visitar em Sevilha?


Para esta informação recomendo que vejam este outro post que tenho no meu blog, deixo-vos o link: O que visitar em Sevilha?

O que comer em Sevilha?


Como no caso anterior, tenho um post dedicado à gastronomia e recomendações para as suas refeições nos dias que estiver em Sevilha. Deixo-vos o link onde podem ler essa informação: O que comer em Sevilha?

O que comprar em Sevilha?


Sevilha é uma cidade muito comercial, de facto foi a principal actividade económica desde as suas origens e agora continua a preservar esse ambiente de comércio em toda a cidade.

Tem muito shopping mas, a maioria deles ficam na periferia da cidade ou nos bairros mais afastados do centro histórico. O mais próximo fica em Nervión (Nervión Plaza) , na frente do estádio Sevilla FC, os demais são inacessíveis para um turista, não vale a pena ir tão longe para visitar um. O mais parecido que encontra no centro da cidade é o El Corte Inglés, que sem ser um centro comercial é o mais próximo e pode encontrar de tudo um pouco. Tem varios outlet, um deles tem um ônibus para ir e voltar mas agora esta suspendido pelo covid, quando funcionar novamente, colocarei as informações aqui. Pode ver o site do outlet aqui. No entanto, você pode encontrar pequenas lojas ou ruas comerciais em qualquer um dos bairros de Sevilha e, claro, também no centro histórico. Vou falar sobre as áreas de maior interesse comercial dentro da área mais turística da cidade. Vou lhe dizer ruas distribuídas por diferentes pontos do centro e o que você pode encontrar lá.

A área mais comercial do centro de Sevilha forma mais ou menos um retângulo que vai da Plaza del Duque-Campana-Martín Villa-Encarnación até a área da catedral, com uma série de ruas comerciais principais como: Puente y Pellón, Cuna, Sierpes, Velázquez e Tetuan. Outras ruas mais curtas mas também muito comerciais e perpendiculares às anteriores são: Alcaicería, Sagasta, Cerrajería, Rioja, O'Donnell ou Córdoba, por citar alguns exemplos.

Outras ruas onde se pode encontrar comércio fora deste "retângulo" são calle Feria, calle Regina, Alfonso XII, Reyes Católicos, García de Vinuesa e todas as ruas que coincidem com as antigas entradas / saídas pelas diferentes portas que tinham as desaparecidas ( delas permanecem apenas fragmentos) muralhas da cidade.

Em Sevilha você encontra de tudo. Se você está procurando roupa, pode procurar naquele "retângulo" que mencionei antes, mas se você está procurando por algo mais tradicional, uma lembrança que não seja um ímã para sua geladeira, eu lhe dou algumas opções.

Em Sevilha, os acessórios para festas como a Feira de Abril (xales bordados, leques, pentes, brincos) são muito famosos. Você tem várias lojas dedicadas a esses produtos, como na Calle Sierpes e ao redor da Plaza del Salvador.

Se procura um vestido "flamenco", encontra-o na Calle Cuna, Calle Puente e Pellón e também nos arredores de Salvador. Nesta área também existem muitos negócios de vestidos de noiva.

Se procura produtos gastronómicos encontra em qualquer supermercado, mas se procura algo mais gourmet pode procurar na zona goumet do El Corte Inglés, ou nas pequenas lojas da rua Adriano, García de Vinuesa, Reyes Católicos, Zaragoza e em muitas outras ruas comerciais. Os produtos topo são o azeite virgem extra, a marmelada de laranja, o vinho de laranja ou o presunto ibérico, para dar alguns exemplos.

Algo muito tradicional são também os doces que as freiras fazem nos conventos de clausura, que são muitos. As marmeladas de Santa Paula, os Bollitos de Santa Inés ou as Yemas de San Leandro são alguns dos mais famosos. Você pode comprá-los diretamente nos conventos ou em algumas lojas que vendem esses produtos como este: doces conventuais.

Devido à importância da Semana Santa em Sevilha, existem muitos pequenos negócios dedicados à venda de produtos relacionados, desde imagens religiosas, velas ou tecidos até imagens de vestir ou roupas para penitentes. Você tem exemplos na Calle Francos, Chapineros, Plaza del Salvador ou Alcaicería.

Se você atravessar o rio e for a Triana, encontrará comércio principalmente nas ruas San Jacinto, Pagés del Corro, San Jorge, Callao ou Castilla, o mais tipico do bairro e a cerâmica. Triana foi o bairro onde ficavam os fornos cerâmicos e ainda tem varias lojas onde comprar bonitas lembranças, manufacturas  de cerâmica ou azulejos, estas lojas ficam na rua San Jorge (depois de atravessar a ponte de Triana, vire a primera rua á direita), Antillano Campos e Alfarería. Nas tres ruas pode encontrar coisas lindas. No mercado do bairro, mesmo no final da ponte a direita, tem venda de produtos gourmet como queijos, presunto, doces, frutas.... Entre, vale a pena.

Se por acaso você estiver na cidade numa quinta-feira, durante a manhã tem um mercado ou feirinha na rua Feria (por isso se chama assim). É o mercado mais antigo de Sevilha, datando da época da conquista cristã por San Fernando em meados do século XIII. Por ser comemorado às quintas-feiras, é conhecido como "El Jueves" (Quinta Feira). Lá você encontrará coisas de segunda mão, antiguidades, tecidos, livros e tudo que você possa imaginar. Vale a pena ver.

Que excursões de ida e volta durante o dia posso fazer de Sevilha?


A verdade é que a cidade de Sevilha dá para muito, se gosta de passear e visitar monumentos, com a capital de Sevilha já tem para vários dias. Enfim, se você quiser aproveitar para conhecer outros lugares, dou algumas recomendações.

Se pretende alugar um carro, pode visitar algumas localidades da província ou províncias vizinhas onde pode ir, visitar e regressar no mesmo dia. Se você gosta de montanhas, ao norte de Sevilha fica o que conhecemos como "Sierra Norte de Sevilla", está localizada a cerca de 80/90 km da capital e lá você tem belas cidades como Cazalla de la Sierra (conhecida pelo anis entre outras coisas), Constantina, San Nicolás del Puerto (existem algumas pedreiras antigas, conhecidas como o Cerro del Hierro, com uma paisagem interessante ou também a margem do rio Huéznar, um pequeno rio com rotas para caminhar e ver suas pequenas cachoeiras). Ao longo da serra poderá aproveitar para comer bons enchidos (chouriço, salame, lombo de cana), queijos, fiambre ou pratos à base de carne de caça ou cogumelos por exemplo. Você pode encontrar esses produtos se for às montanhas da província de Huelva. Situa-se mais ou menos à mesma distância de Sevilha e é conhecida como Serra de Aracena. Nesta serra se encontram algumas das mais belas localidades da Andaluzia. Aracena é a mais antiga, ali se destacam o seu castelo ou as Grutas de las Maravillas, deixo-vos o link destas: Gruta de las Maravillas. Nas proximidades existem belas cidades como Alájar e a colina Arias Montano (um mirante maravilhoso), Linares de la Sierra (pequena mas charmosa), Almonaster la Real (na parte alta você pode ver uma antiga mesquita com mais de mil anos de história), Castaño del Robledo, Fuenteheridos ou Jabugo (há muitas salas de secagem do que é considerado o melhor presunto do mundo).

Se continuarmos com montanhas, a de Cádiz, ao sul, tem um conjunto de cidades conhecidas como “Povoados Brancos” que são maravilhosas. Entre eles estão Grazalema, Villaluenga del Rosario, Olvera, Ubrique ou Zahara de la Sierra, entre outros. No caminho avista-se Arcos de la Frontera, uma maravilha ou se for mais para o sul avista-se a Medina Sidonia ou Vejer de la Frontera, também duas joias embora devesse demorar pelo menos duas horas para ir e o máximo para voltar . Se você deseja dirigir por tanto tempo, você tem outras cidades interessantes na área Cádiz - Málaga, como Setenil de las Bodegas e já na província de Málaga, Ronda ou Antequera.

Se você quiser algo mais perto de Sevilha, você tem as ruínas de Itálica, ruínas romanas da antiga e importante cidade que foi berço de imperadores como Trajano e Adriano e fica a apenas 10 minutos de carro de Sevilha ou você também tem um ônibus público da estação Praça de Armas.

Nas proximidades também estão Carmona (uma cidade importante na época romana e muçulmana que também tem igrejas maravilhosas), Marchena, Osuna ou Écija, todas com um importante patrimônio histórico artístico.

Se você não quer se complicar com o aluguel de carros, você tem o trem. De trem você tem uma hora e poucas cidades como Jerez ou Cádiz, ambas muito interessantes. O mesmo comboio pára em ambos para ir a Cádiz, o mais afastado, e na paragem de regresso em Jerez, embora ambos mereçam pelo menos o dia inteiro.

Com o AVE (alta velocidade) você pode passar o dia em Córdoba (altamente recomendado) ou Málaga. Se tiver que escolher uma, conto que chegará a Córdoba em apenas 30 minutos, seu centro histórico foi declarado Patrimônio da Humanidade e sua catedral, que era a antiga mesquita principal da cidade, é uma das grandes joias da História da Arte na Espanha. Depois, passear pelo bairro judeu, ver a Ponte Romana e comer lá pode ser um passeio de um dia que você ficará feliz por ter feito. Deixo-vos o link para a: Mesquita-Catedral de Córdoba.

Espero que você tenha encontrado algumas informações úteis. Para qualquer dúvida ou se deseja fazer uma visita guiada, um passeio particular, pode contactar-me. Você tem diferentes formas de contato no site.

OUTROS POSTS QUE TAMBÉM PODEM SER DO SEU INTERESSE:

Se deseja organizar a sua visita particular com a sua família, amigos ou para qualquer outra informação, você pode entrar em contato comigo sem compromisso nenhum. Você pode escrever para mim: jose@tuguiadesevilla.com

Você pode me seguir em:

Facebook: Tu guía de Sevilla

Instagram: Tu guía de Sevilla

José Manuel Villalba Rodríguez

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Ir arriba